ACEGE vai iniciar em Setembro a operação de um fundo de capital de risco

 

 

 

A Associação Cristã de Empresários e Gestores (ACEGE) vai iniciar em Setembro a operação de um fundo de capital de risco para apoiar projectos de empreendedorismo de quadros médios e superiores desempregados com mais de 40 anos.

 

«A sociedade gestora do Fundo Bem Comum, que tem uma capitalização de 2,5 milhões de euros, vai ser constituída na próxima semana. Este projecto estará pronto para receber propostas em Setembro», disse o dirigente da ACEGE Nuno Fernandes Thomaz, no Porto, num almoço-debate da associação com o presidente da Efacec, Luís Filipe Pereira, avança a «Lusa».

 

Fernandes Thomaz salientou que o principal objectivo deste fundo é a «pedagogia do emprego», por se direccionar a apoiar desempregados com uma idade em que, habitualmente, já não são valorizados pelas empresas.

 

«Vamos financiar a 80 a 90 por cento os projectos que tenham condições para vingar. O fundo vai ser gerido com rigor. Não vai ser fundo de caridade. Os projectos têm de apresentar resultados», sublinhou.  Fernandes Thomaz realçou que, segundo um estudo da consultora McKinsey, «há em Portugal 40 mil a 45 mil quadros médios e superiores desempregados em virtude da idade».

 

 

Criação entre 150 e 350 mil euros

O gestor do fundo explicou que o «Bem Comum» é promovido pela ACEGE e financiado por investidores, «todos nacionais», convidados pela associação.

 

O «Bem Comum» irá financiar a criação de empresas suportadas por investimentos de pequena e média dimensão, entre os 150 mil e os 350 mil euros, de qualquer sector de actividade, mas com «preferência por projectos pouco intensivos em investigação e desenvolvimento e com alguma componente diferenciadora».

 

«Tenderão a ser rejeitados» projectos pouco diferenciadores ou financiáveis pela banca, nomeadamente nas áreas da restauração e pequeno comércio, disse Fernandes Thomaz.

Antes de entrar em operação, o fundo será submetido à aprovação da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

                                             ( in Iol Portugal Diário , de 19 de Junho)

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt