Respostas sociais curiosas de empresas curiosas

O concurso de empreendedorismo de Oregon ou o “OEN Entrepreneur Awards”, na sua 16ª edição, teve vencedores muito curiosos a quem não posso deixar de dar destaque.

A empresa vencedora do ano na categoria “Development stage company” é a Jama Softaware, de Portland. O fundador e CEO da Jama, Eric Winquist, desenvolveu o Contour, que é um software fácil de usar, baseado na Web que ajuda as empresas não só a trabalhar em equipa, como também a gerir o ciclo de vida dos seus produtos, desde a ideia até à sua execução. A Jama tem uma forte equipa de executivos e uma forte ideia de compromisso social: os colaboradores da empresa já fizeram mais de 100 micro-empréstimos ao KIVA – Loans that change lifes. O KIVA é a primeira plataforma online em que qualquer pessoa pode fazer um micro-empréstimo (por exemplo, 20 dólares) a um micro-empreendedor em situação de pobreza, num país em vias de desenvolvimento. Há provas várias de que os micro-empréstimos mudam a vida destas pessoas, retirando-as do seu ciclo de reprodução de pobreza.

Na categoria “Working Capital Company” venceu a empresa Monson, Inc., igualmente sediada em Portland. A Monson comercializa uma solução de marketing poderoso, vendável e replicável. Tanto que o seu engenho para o cálculo do princing foi galardoado com “Development Star Award” pelo eBay. O CEO da Monson, Kanth Gopalpur e a sua equipa de executivos têm uma política de responsabilidade social muito interessante. Por um lado, conduzem os donativos dos seus colaboradores a instituições de solidariedade. Por outro lado, praticam a intra-solidariedade, pois na loja online da Monson é possível aos novos colaboradores aprenderem a vender produtos pela internet e a manusearem o próprio softaware da Monson. Todos os proveitos decorrentes desta loja online revertem a favor de uma instituição de solidariedade local que a Monson apadrinha, a Impact Northwest.

Os critérios de avaliação das empresas no concurso deste ano passavam pela estratégia de negócio, força da equipa executiva, capacidade de sobreviver à crise económica e o tipo de resposta social- nos dois casos apresentados, as respostas sociais são originais e têm um impacto real nas comunidades, num caso, nos países menos desenvolvidos, no outro caso, no própria localidade.

Para mais informações: http://www.oen.org/events_oen_awards.aspx

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt