O Vale da Morte do empreendedorismo português

Excertos do artigo de António Lúcio Baptista, publicado no site Ciência Hoje 17/01/2010.

« Em Portugal, a maioria dos cientistas, incluindo médicos e paramédicos, praticamente não possui qualquer tipo de conhecimento do mercado ou a noção das potencialidades da inovação, no sentido de constituir novas empresas. Muito menos possuem vontade em assumir riscos e desafios. Aliás, quando abordamos estes assuntos no meio médico, corremos até o risco de sermos mal interpretados. Pelo contrário, e aprofundando a experiência recolhida desde que trabalhei num país anglo-saxónico, pude verificar que nesses países de tradição mais liberal existe uma arreigada noção de empreendedorismo. Ou seja, quaisquer inovações técnicas ou de procedimentos são de imediato encaminhadas para as ciências de engenharia e posterior criação de patentes, dependendo da respectiva área de especialização.»

«É preciso formar toda uma nova geração de empresários. O papel das universidades é importante, fomentando nos seus alunos um espírito empreendedor forte, seja na criação das suas empresas, seja no interior das empresas para onde vão trabalhar. Este “intrapreneurship” passa por uma atitude de permanente questionamento e promoção da mudança.»

«Há muito por fazer. Falta, nos curricula dos cursos superiores técnicos e científicos, uma disciplina de “Negócios”. Será que a informação que hoje está disponível não é suficiente, ou este défice será apenas uma questão cultural? Falta visão aos nossos decisores políticos ou simplesmente mais empresas como a Ibéria, que criem pontes para as incubadoras?»


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt