Meio Milhão de Chamadas para o INEM são falsas

De acordo com fonte do INEM, revelada pelo Diário de Notícias na passada sexta feira, são detectadas anualmente cerca de meio milhão de chamadas falsas para aquele Instituto.

Se pensarmos que as ambulâncias dos bombeiros são accionadas pelo CODU – Centro de Orientação de Doentes- de acordo com as chamadas que todos nós fazemos em situaçoes difíceis fácil será perceber os incómodos que tais falsidades provocam na gestão dessas emergências, nomeadamente quando tem de mudar de direcção para assistir potenciais doentes que já lá não estão…

Recordo a propósito que no passado dia 11 de Fevereiro se voltou a comemorar o dia europeu do número 112, sendo interessante realçar no Discurso da Secretária de Estado da Administração Interna – Dra Dalila Araújo- o seu apelo à utilização correcta do número de emergência uma vez que em 7.3 milhões de chamadas cerca de 5 milhões são falsas.

Ao ler estes números e as consequências nefastas que os mesmos potenciam não podia deixar de aproveitar para relembrar os méritos que se encontravam associados à start-up www.Zonadvanced.pt a qual ao ter sido pioneira a nível europeu no lançamento de um sistema de video-chamada, designado por 112 Video , poderia ter ajudado Portugal a mitigar parte das ineficiências que ano após ano se vão registando no nosso País com as citadas chamadas falsas.

E este facto é tanto ou mais estranho quanto o citado projecto teve no seu arranque fundos da InovCapital , Sociedade de Capital de Risco de referência do Ministério da Economia e Inovação, os quais tinham como objectivo precisamente a criação de uma empresa com os recursos necessários à implementação daquele Sistema de video-chamada que tinha sido premiado, pelos seus méritos de optimização do serviço 112 a nível europeu, pelo organismo coordenador do citado serviço sediado em Bruxelas.

Na qualidade de co-fundador e Business Angel da citada start-up é com profunda tristeza que continuo a ver a impossibilidade de se atingir no nosso País a concretização de projectos que tinham tudo para dar certo e dessa maneira contribuirem para a resolução de problemas com impacto no dia da nossa população – uma vida é uma vida e tudo devemos fazer para que as mesmas sejam mantidas- para não falar dos milhares de euros de poupança que tal sistema permitiria aos tão debilitados cofres públicos, ou seja de todos nós.


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt