Novo chip armazena 2,5 milhões de livros de 400 páginas

 

Investigadores da Universidade da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, criaram um chip capaz de armazenar 2,5 milhões de livros de 400 páginas, revela o Ciência Hoje.  

Esta tecnologia tem por base nanopontos magnéticos (fabricados com um cristal que cria sensores magnéticos que podem ser integrados directamente num chip de silício) que armazenam um bit de informação cada um, permitindo juntar um bilião de páginas de informações num chip que cabe na palma de uma mão. Cada nanoponto é um íman com pólos que podem ser invertidos com a aplicação de um campo magnético externo, permitindo a gravação de dados binários, tal como acontece com os discos rígidos, explica o site.

Tratando-se de uma forma de armazenamento totalmente nova, os investigadores ainda não desenvolveram uma  técnica capaz de ler este chip, no entanto acreditam que «a tecnologia de leitura a laser possa ser a mais adequada para permitir a interacção efectiva com os nanopontos, de forma a ler os seus dados com precisão» adianta o site.

FONTE: Ciência Hoje

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt