A Revolução Silenciosa do Empreendedorismo Nacional

Há muitos anos atrás interiorizei a previsão do Guru Timmons, segundo o qual o empreendedorismio seria para o século XXI mais importante do que foi a Revolução Industrial para o século XX.

 

De facto, a minha experiência tem confirmado que o empreendedorismo é uma efectiva Revolução. Independentemente da demagogia dos políticos, da ineficácia do Venture Capital, dos “jardins murados” das Universidades, da insuficiência dos pólos tecnológicos, entre outros factores, o facto é que em Portugal está a brotar uma revolução silenciosa que, de tão sub-reptícia, está a passar ao lado da generalidade da Sociedade Portuguesa.

 

A comprovar esta minha afirmação, vide o trabalho desenvolvido, apenas, pela GesEntrepreneur (www.gesentrepreneur.com), uma das empresas do Grupo Gesbanha, que, ao longo deste último ano lectivo de 2009/2010, esteve envolvida na formação de
7 mil alunos, 400 professores, 76 escolas e18 Municípios.

 

Recorde-se, a propósito, que desde que a GesEntrepreneur iniciou a sua actividade em 2006, já foram formados mais de 19 mil alunos e 900 professores, em mais de 250 escolas.

 

Uma nota também para a importância, cada vez maior, dos Centros de Formação Técnico- Profissional, com particular destaque para o CEARTE (www.cearte.pt) e o Cenfim (www.cenfim.pt), sem esquecer as duas escolas profissionais, a Escola Técnica e Profissional da Moita e a Escola Técnico-Profissional de Sicó, pelo seu papel na promoção e formação do espírito empreendedor de centenas de jovens.

Ressalte-se nesta dinâmica empreendedora as actividades relacionadas com a realização de dezenas concursos de ideias realizados apenas neste ano lectivo, os quais possibilitaram o aparecimento de mais de 500 ideias de negócio.

 

Como o empreendedorismo e a sua formação são transversais, destaco os projectos que desenvolvemos ao nível de educação não-formal, jovens em risco e empreendedorismo inclusivo (bairros problemáticos), demonstrando que para além da essencial criação de empresas se torna fundamental inspirar os nossos jovens e adultos em situação menos favorável a acreditarem nas suas qualidades intrínsecas.

 

O empreendedorismo e a sua promoção começam a ganhar um reconhecimento público cada vez maior, mesmo que (ainda) silencioso e, paulatinamente, vão ocupando o seu lugar em (cada vez mais) escolas, territórios, centros e institutos e até no mundo corporate.

 

Todo este nosso trabalho começa igualmente a ser reconhecido além-fronteiras, o que se reflecte no facto do meu colega Miguel Gonçalves, o responsável operacional da GesEntrepreneur, se deslocar no próximo mês ao México para ministrar a nossa metodologia “Learning by Doing” a dezenas de professores mexicanos.

 

Também por cá a dinâmica não pára e assim temos o privilégio de informar que em Setembro iniciar-se-á o Projecto Escolas Empreendedoras nos Açores, Condeixa, Pombal e Sever do Vouga, com a dedicação e entusiasmo da espectacular Equipa de Profissionais que me orgulho de liderar na GesEntrepreneur.

Estou plenamente convicto, tal como tenho afirmado várias vezes, de que o ensino e promoção do empreendedorismo são formas de transformar a sociedade, reinventando-a.

 

Parafraseando o Poeta, sempre que um homem quer e acredita, os resultados serão uma realidade geradora de um futuro melhor, mais sustentado e mais solidário.

 

Continue a privilegiar-nos com a sua visita e apoio neste blog, pois estamos convictos de que no início do próximo ano lectivo iremos ter ainda mais jovens e adultos a serem proactivamente formados para um futuro cada vez mais competitivo! Em Setembro, aguarde o nosso revigorante início de actividade.

 

Termino este post recomendando que se inspirem com o vídeo que partilho abaixo. Transmite, de forma simples, valores como a solidariedade, a capacidade de iniciativa, o trabalho em equipa e, acima de tudo, mostra o quanto somos mais fortes quando nos unimos!

 

Votos de umas férias empreendedoras e até muito breve!

 

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt