O ensino do Empreendedorismo pela GesEntrepreneur

Os nossos objectivos, nesta fase, foram traçados em termos qualitativos e não em termos quantitativos. Os relatórios de avaliação dos trabalhos já realizados (RS4E – Madeira / Municípios de Cascais, Nazaré, Penela, Ansião, S.João da Madeira, Trofa, Sta Maria da Feira, Odemira, Sertã, Pedrogão Grande, Gouveia, Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Marinha Grande e Direcção Geral dos Serviços Prisionais) evidenciam altas taxas de satisfação dos formandos, tendo mais de 80% dos mesmos sentindo-se muito mais empreendedores depois da nossa formação.

Por outro lado, em alguns programas como o Programa de Empreendedorismo para a Reinserção Social de Reclusos, o sucesso mede-se não só em termos de reclusos a frequentar o programa, mas sim em diversos indicadores como a taxa de reincidência dos reclusos participantes no programa, a taxa de desistência da frequência, entre outros.

A este nível temos como objectivo é atingirmos uma taxa de reincidência inferior a 10%, sendo a poupança para a Sociedade e para o Sistema Prisional evidente, pois, em média, um recluso a cumprir uma pena num Estabelecimento Prisional custa ao Estado mais de 10.000 Euros ano. Quando no final do programa, constatarmos que conseguimos redireccionar o rumo de alguns reclusos, o objectivo estará cumprido, pois o efeito demonstrativo que terá em edições futuras do programa será enorme.

Sendo a ajuda dos pares uma corrente de aprendizagem muito importante, podemos ter em plena sala de formação, ex-reclusos a partilharem a história dos seus negócios, motivando aqueles que ainda estão dentro do sistema a mudarem o rumo das suas vidas e tentarem ser igualmente bem sucedidos nos seus negócios.

Nos programas do ensino secundário, a nossa performance mede-se pela disseminação do espírito empreendedor entre os jovens, sendo de constatar a sua constante motivação nas aulas, o sucesso que alcançam nos seus mini-negócios, e a qualidade dos planos de negócios desenvolvidos.

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt