Paquistão conquista o Recorde do Guiness na plantação de árvores

Nairobi, 28 de Julho – Com um ambiente ainda muito fresco relativamente à vitória da T20 Cricket World Cup, o Paquistão ganha de novo, alcançando o Recorde Mundial do Guinness, por plantar 541,176 em 24h. 300 voluntários plantaram árvores de manga jovens no passado dia 15 de Julho, sem recorrerem a nenhum processo mecânico, nas vastas terras molhadas do Rio Indu Delta na região de Thatta.

A plantação destas arvores, que faz parte da promessa do Paquistão para plantar 120 milhões dentro da campanha Billion Tree Campaign do PNUMA. Esta iniciativa teve lugar a 150 Kilometros de Karachi, num santuário que foi designado, em 2002 pelo Governo, como as Terras Molhadas de Importância Internacional.

Achim Steiner, Director Executivo do PNUMA, disse que: “A Billion Tree Campaign, já atingiu números recorde, desde que foi lançada em 2006, como uma forma privilegiada de trazer para as discussão pública, preocupações ligadas com as alterações climáticas.”

O acontecimento que bateu recordes, foi organizado pelo Ministério do Ambiente do Paquistão e faz parte das actividades que estão a ser levadas a cabo, neste pais, para assinalar o Ano Nacional para a Protecção Ambiental.

Este sucesso foi o resultado de muito trabalho voluntário e de uma grande dose de boa vontade de centenas de pessoas.

As árvores de manga, que são cortadas no Paquistão e noutros países para comida, combustível e lenha e são particularmente profícuas na recuperação de carbono. Por outro lado, alimentam os solos para um ecossistema mais saudável para os peixes e para outros espécies de vida selvagem. Estas árvores protegem as costas da erosão e dos tsunamis.

“Constatamos que, nas costas onde existam árvores de manga, os estrago causados pelo Tsunami, foram menos danosos”, disse Ibrahim Thiaw, Director da Divisão de Implementação de Politicas Ambientais, do PNUMA.

Por um lado, este tipo de iniciativas contribuem em muito para que as problemáticas associadas às alterações climáticas sejam levadas à opinião pública e, por outro lado, para que os Governos e os seus cidadãos se envolvam em iniciativas conjuntas no combate às agressões ambientais ao planeta.

 

Fonte: PNUMA


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Recent Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt