Riverside negoceia entrada no capital da Crioestaminal

É com grande emoção e satisfação que continuo a assistir ao sucesso alcançado pela Equipa da Crioestaminal liderada pelo amigo Raul Santos. De facto há cerca de 6 anos atrás tive oportunidade de conhecer, no âmbito do Concurso Bio-Empreendedor, as ideias que meia dúzia de jovens de Coimbra possuiam para replicarem, no nosso país, um conceito que estava na altura a dar os seus primeiros passos a nível mundial, ou seja, a criopreservação de células estaminais.

Nessa altura tive a felicidade de ver como eram fortes os sonhos daqueles candidatos a empreendedores bem como as dificuldades que os mesmos sentiam no processo de angariação de capital de risco junto dos operadores nacionais.

Hoje ao ter conhecimento pelo Jornal de Negócios – a quem aproveito para felicitar pela excelente linha editorial que tem vindo a seguir no que à divulgação do empreendedorismo e novos projectos empresariais diz respeito – do interesse do operador americano, Riverside, em tomar uma posição de 25% no capital da Crioestaminal, dois sentimentos me "atacam" :

Um de satisfação e orgulho pela capacidade, determinação e perseverança da Equipe liderada pelo Raul em nunca terem desistido do seu "Sonho" apesar das dificuldades que no inicio tiveram em encontrar quem acreditasse neles.

Outro de insatisfação e incompreensão pelo facto de a indústria portuguesa de capital de risco continuar a não acreditar que existem boas oportunidades em projectos seed capital – nem um projecto financiado em 2008 ???- apresentadas por empreendedores portugueses.

Mas sobre este tema resta-nos apenas acreditar que o futuro um dia será melhor e ir fazendo todos os possíveis ao nosso alcance para que tal venha a acontecer pois como diz o Professor Gary Hamel " o Futuro é algo que nós criamos e não algo que nos acontece".

Até lá leia e motive-se com a notícia da Crioestaminal.

"O fundo norte-americano Riverside deverá entrar no capital da Crioestaminal através da compra da posição de 25% que o fundo português Explorer detém na empresa portuguesa.

Fonte ligada ao processo revelou ao Negócios que por enquanto o negócio está a decorrer “única e exclusivamente” entre os grupos de “private equity”Explorer e Riverside. Um anúncio ontem publicado pela Autoridade da Concorrência dava conta do interesse da Riverside em assuimr “o controlo exclusivo” da maior empresa de criopreservação em Portugal."

por João Andrade Costa – Jornal de Negócios

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt