A importância da Educação em Empreendedorismo

A Network for Teaching Entrepreneurship (NFTE) é uma associação americana sem fins lucrativos fundada em 1987 pelo professor Steve Mariotti, que se apercebeu que a “educação do mundo real”- aquela que se ganha quando se monta um negócio- é um caminho a percorrer.

A NFTE promove anualmente o National Youth Entrepreneurship Challenge (Concurso Nacional do Jovem Empreendedor), extensível a todo o país e sub-dividido em concursos regionais. Os vencedores dos concursos regionais disputam o prémio final em Nova Iorque, no valor de 10.000 dólares.

Zicuria Ussery (na foto), 16 anos, aluna de excelência a dois anos de ingressar na licenciatura em engenharia industrial, foi a vencedora do concurso regional da Georgia.

“The Smoothie Shack”, ou a “Tenda dos Batidos”, consiste na venda a estudantes de batidos artesanais de fruta, fora do horário de aulas e nas suas actividades extracurriculares. Zicuria verificou que as  máquinas de vending e o bar escolar não ofereciam grande variedade de bebidas e ainda menos, de bebidas saudáveis.

O júri regional elegeu com a sua ideia de negócio, deleitando-se com as amostras dos vários batidos (feitas pela própria Zicuria) e felicitando o seu forte plano de negócios.

Cerca de 1000 estudantes concorreram com as suas ideias de negócio e foram seleccionados 27 para o prémio final. Zicuria é a única estudante natural da Geórgia, estado caracterizado pelos baixos rendimentos da sua população.

O concurso nacional da NFTE é dirigido a estudantes de baixos rendimentos entre os 13 e os 19 anos. O concurso é o culminar do programa anual ministrado nas várias escolas do país. Empreendedorismo é ensinado como uma parte do programa de matemática, formação cívica ou pode ainda ser uma disciplina optativa. O programa é como um mini-MBA, onde os estudantes aprendem a fazer um plano de negócios que contemple custos iniciais, custos com a angariação de clientes, custos unitários de produtos, custos com o ponto de venda e ainda a previsão de vendas e de rendimentos.

Este programa é financiado por várias empresas e beneméritos individuais, sendo dirigido a estudantes de comunidades carenciadas. É oferecido em mais de 600 escolas dos EUA e em mais 13 países, incluindo a China e Israel. Estima-se que mais de 280.000 estudantes tenham já sido abrangidos pelo programa de empreendedorismo.

Zicuria Ussery planeia lançar o seu negócio na próxima Primavera, fazendo os batidos e começando a vende-los na sua escola; eventualmente, planeia expandir-se para outras escolas e contratar colaboradores.

A educação em empreendedorismo é, de facto mundialmente imperativa, como defendo desde sempre. Muda a vida a milhares de estudantes e fá-los “sair fora da caixa”. Nas palavras da jovem vencedora, que afirma não ter sido empreendedora desde sempre, “a NFTE ajudou muito ao meu desenvolvimento intelectual”.

Saiba mais em:

http://www.ajc.com/business/smoothie-idea-takes-teen-128610.html

http://www.atlanta.k12.ga.us/1861101118113928800/cwp/view.asp?A=3&Q=289502&C=55462

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt