A “quarta idade” como oportunidade de expansão de negócio

Idosos high-tech? Sim, é possível! Com o aumento da esperança média de vida e, consequentemente, da “quarta idade”, as grandes empresas tecnológicas como a GE (General Electrics), Philips ou Nintendo investem no desenvolvimento de produtos high-tech em que os utilizadores/beneficiários serão os próprios idosos.

INTEL: está em desenvolvimento um dispositivo que permite ao médico assistente visualizar remotamente o seu paciente idoso, a partir de sua casa. Tem a designação de “Intel Health Guide” e um enorme potencial de redução de custos com deslocações e despesas médicas.

Philips: está a testar camas inteligentes, com um sistema de alerta-emergência instalado que acompanha os sinais vitais do idoso em tempo real.

DAKIM: está a desenvolver “brain games” da próxima geração para idosos, com vista à manutenção da vitalidade cerebral.

GE: encontra-se em desenvolvimento uma tecnologia “home monitoring” para manter o idoso seguro na sua própria casa. Em simultâneo, a GE está a criar um sistema para o acompanhamento remoto dos movimentos do idoso aquando do seu sono.

Nunca antes na história houve tanta longevidade de vida. As empresas tecnológicas sabem-no e têm aqui mais um segmento de mercado cada vez maior e com necessidades a vários níveis.

 

Fonte: Business Week

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt