Discurso de Abertura do XI Encontro Gesventure

"É com enorme satisfação que a GESVENTURE acolhe, em Lisboa, a sua 11ª Sessão do Encontro Gesventure.

Para este 11º Encontro elegemos a “Internacionalização” como tema central do debate, o qual consideramos possuir interesse acrescido na actualidade, tendo em conta os desafios e oportunidades colocados neste domínio pela actual crise económica mundial às Organizações que não podemos deixar de aproveitar.

Efectivamente, tendo em conta a dimensão do mercado nacional, para muitas empresas portuguesas a estratégia da internacionalização é a única resposta possível para continuar a crescer numa aposta geradora de acréscimos de competitividade.

Este Encontro Gesventure, permitirá reflectir sobre experiências que aqui hoje serão partilhadas por algumas empresas portuguesas que tiveram o mérito de conseguir alcançar eficiências globais e acesso a novos mercados, bem como tirar conclusões que serão, seguramente, de grande valor para as gerações vindouras.

A Gesventure tem sido um exemplo da postura de aprender e de criar valor através do relacionamento com parceiros internacionais, internalizando conhecimento e incorporando-o nas rotinas correntes de actuação. O seu mais recente exemplo desta postura traduziu-se na adesão, em 2008, à Translink, uma prestigiada rede financeira internacional especializada em operações de M&A.

Na Gesventure, sempre tivemos consciência desta aldeia global cuja dinâmica não se compadece com soluções esgotadas e preconceitos localistas.

É preciso ter a clara consciência de que “o mundo encolheu nas distâncias e alargou-se nas oportunidades”, pois estamos todos mais próximos, mais informados e mais abertos à inovação.

Os novos desafios exigem que estejamos mais aptos e mais capazes para aproveitar plenamente essas oportunidades.

O modelo de desenvolvimento com que hoje as Organizações se deparam assenta numa ideia simples: Não se pode olhar apenas para os limites territoriais do país onde nos encontramos, como se nada mais se passasse para além dele. As estratégias locais têm de ser integradoras e de base territorial alargada!"

Excerto do ‘Discurso de Abertura‘, proferido por mim no início do XI Encontro Gesventure que se realiza hoje.

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt