Museu do Côa promete dinamizar o turismo do Douro

 

O Museu do Côa, o segundo maior do país, avaliado em 18 milhões de euros, vai ser inaugurado hoje,, sexta-feira, dando a conhecer as gravuras milenares do Parque Arqueológico do Vale do Côa, o mais importante sítio com arte rupestre Paleolítica de ar livre no mundo.

O museu é o resultado do trabalho da equipa do Parque Arqueológico, ao longo de doze anos, na sequência da classificação das gravuras como Monumento Nacional em 1997 e Património da Humanidade em 1998 pela UNESCO.

“O museu é mais um motivo para visitar a região, diversificando a oferta deste destino, também ele Património da Humanidade e o 16º melhor destino mundial para turismo sustentável, segundo a National Geographic Society”, defende o presidente da Turismo do Douro, António Martinho.

O projecto foi concebido pelos arquitectos Tiago Pimentel e Camilo Rebelo e começou a ser construído há três anos e meio. O edifício é composto por 800 metros quadrados de área de exposição, está semi-enterrado e tem oito metros de altura na vertente virada para o vale do Douro. Todo o edifício tem a cor e textura do xisto e pretende-se fazer de Vila Nova de Foz Côa a capital europeia do Paleolitico.

FONTE: Publituris

 

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt