Prémio EDP – Richard Branson selecciona três projectos inovadores

 

Os projectos “Sifão Recuperador de Calor”, de José Meliço, “Omniflow – Triple Hybrid Power Station of Low Environmental Impact”, de António Ruão da Cunha, e “Emove Corporation”, de Inês Sampaio, Miguel Caetano, Pedro Balas e Tiago Rodrigues, são os três finalistas do Prémio Inovação EDP – Richard Branson, que distingue propostas energéticas inovadoras nas áreas de Clean Tech, ou energias limpas.

O prémio, no valor de 50 mil euros, foi instituído pelas revistas Visão e Exame, em parceria com a EDP, com o objectivo de incentivar a inovação e o empreendedorismo em projectos viáveis e que possam contribuir para uma economia cada vez menos dependente de emissões de dióxido de carbono (CO2).

 

O vencedor será anunciado em Setembro pelo presidente do júri, Richard Branson, presidente da Virgin, e ficará obrigado a aplicar o prémio na constituição de uma empresa para implementação do projecto, conforme previsto no regulamento.

 

No total, concorreram 100 candidatos, com 49 projectos, em todos os segmentos a concurso: formas limpas de geração de energia, eficiência energética, redes inteligentes e captura e armazenamento de carbono (CCS – carbon capture and storage).

 

O concurso, aberto a todos os jovens dos 18 aos 35 anos, residentes em Portugal, pretende contribuir para introduzir uma perspectiva ambiental no meio empresarial, especialmente, entre os estudantes universitários.

 

Pela sua idade, formação académica e proximidade com centros de investigação, os estudantes universitários são sensíveis às mais recentes directrizes internacionais sobre a defesa do ambiente e constituem candidatos privilegiados à criação de projectos empresariais inovadores.

A mobilização deste público para criar soluções low carbon capazes de responder ao desafio das alterações climáticas é um dos objectivos das iniciativas que apostam nas Clean Tech. Um dos aspectos que distingue o Prémio EDP – Richard Branson é o facto de ser certificado pela E)mission ( www.e-mission.pt ) ao nível da compensação do CO2, o que significa que todas as emissões resultantes da implementação do projecto vencedor serão compensadas.

 

O vencedor do concurso será anunciado em Setembro e irá ganhar 50 mil euros para constituir empresa na área das energias limpas. Este prémio teve este ano a sua segunda edição, o que comprova a importância crescente do empreendedorismo “green”.

FONTE: Visão

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt