Dr. Rui Semedo, um Grande Homem e um Grande Amigo!

Intervenção de Rui Semedo no XIII Venture Capital IT

Intervenção de Rui Semedo no XIII Venture Capital IT

Este fim-de-semana será certamente um dos mais tristes que vivi ao longo da minha vida.

De facto com o falecimento do Dr. Rui Semedo vi desaparecer um verdadeiro Amigo que sempre manifestou por mim uma grande estima, consideração e amizade que sempre tentei merecer e reforçar nomeadamente continuando a dedicar uma parte do meu tempo e da minha energia ao desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor Nacional a que ele dava muita importância e atenção.

Apesar de ser um Gestor com uma carreira riquíssima ao serviço de diversas Entidades Bancárias, nacionais e internacionais, o Dr. Rui Semedo sempre foi um Homem de forte apreço pelo meio empresarial e nomeadamente pela necessidade de incutirmos o espírito empreendedor junto dos nossos jovens como forma de os preparar para encararem da melhor forma os desafios que o Futuro lhes reservará.

Foi assim que, desde há mais de 10 anos, tive o privilégio de poder conhecer em privado o pensamento do Dr Rui Semedo sobre estas matérias e em como ele se sentia feliz em saber que, com as suas decisões e envolvimento, poderia estar a contribuir para que fosse possível proporcionar condições favoráveis à iniciativa empresarial e à formação dos nossos jovens estudantes.

Foi assim em finais de 2006 quando nos permitiu obter as verbas necessárias ao pagamento dos direitos a realizar em Portugal, em Abril de 2007, o 7º Congresso Europeu de Business Angels e através deste termos de facto dado um salto qualitativo na afirmação posterior da importância da Comunidade de Business Angels no nosso País.

Foi assim em Maio de 2002 quando aceitou receber o Prémio de Intrapreneur do ano, no Congresso Internacional de Capital de Risco e Empreendedorismo, permitindo com o seu exemplo de profissional e de figura pública credibilizar um Evento que estava a dar os seus primeiros passos na sua afirmação no emergente Ecossistema Empreendedor Nacional.

Foi assim com uma abertura e disponibilidade sempre presente que recebia a meu pedido, para reflectirmos em conjunto sobre oportunidades e custos de contexto que poderiam ser aproveitadas e eliminados, actores do citado Ecossistema quer fossem do sector empresarial quer de Orgãos da Administração Central ou Regional.

Foi assim com a permanente atenção às actividades que anualmente eu desenvolvia permitindo-lhe fazer-me recomendações para envolver a entidade x ou y ao ponto de muitas das vezes ser ele próprio a fazer o primeiro contacto e a abrir as portas demonstrando o seu particular interesse em que houvesse sucesso nesse contacto.

Foi assim quando me privilegiava com o seu convite para me deslocar na sua viatura e na sua companhia para participar em eventos em que sabia que eu também seria um dos oradores, permitindo-me assim ter a oportunidade de não só reforçar a amizade que tínhamos mas fundamentalmente poder partilhar com ele a reflexão sobre o avanço ou as dificuldades que se estavam a verificar no desenvolvimento do referido Ecossistema e que ele posteriormente utilizava quando, nos mais diversos palcos em que intervinha, tinha a oportunidade de se pronunciar sobre estas temáticas do empreendedorismo, do seed capital ou mesmo do capital de desenvolvimento.

Foi assim quando me autorizava a cedência do bonito e funcional auditório do Banco Popular para nele realizarmos o cada vez mais reconhecido Venture Capital IT, enquanto Evento de referência do Ecossistema Empreendedor Nacional, momento em que aproveitava para se actualizar nomeadamente sobre o Programa das Escolas Empreendedoras a que dava particularmente importância pelo impacto que o mesmo poderia ter no futuro das novas gerações e consequentemente do próprio País.

Naturalmente que pelo atrás exposto facilmente se pode deduzir o quanto me entristece a partida do Dr. Rui Semedo e de um Homem que sempre me motivou a seguir em frente – nomeadamente nos dias em que lhe confidenciava as dificuldades e angustias que tinha por verificar que apesar dos avanços estarem a ocorrer eles poderem e deverem ser muito maiores se como meus interlocutores eu tivesse mais pessoas e decisores com o seu perfil – transmitindo-me palavras de estímulo quando me afirmava ” que já temos imensa ” gente iluminada e gente que fala de Cátedra ” mas pouca gente que ” faz, executa e que leva as coisas para o terreno impulsionando a mudança à sua volta”.

Muito mais haveria a dizer sobre a minha experiência no relacionamento com um Homem e um Amigo que muitas vezes recorria a uma frase de Gandhi, ” Se queres Mudar o Mundo muda-te a ti próprio” para afirmar a sua própria forma de estar na Vida, mas penso que a melhor forma de o fazer e ao mesmo tempo poderem conhecer melhor o Dr. Rui Semedo, será convidar os meus amigos a visualizar e ouvir o vídeo que registou uma das várias intervenções do Dr. Rui Semedo no já referido Congresso VCIT que ele tanto gostava e que tanto apoiou.

À Esposa, Filhos e sua família apresento as minhas mais sentidas condolências.

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels"). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Recent Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt