A autarquia de Penela lança iniciativa para fomentar o empreendedorismo na região, O Minihabitat

 

 

 

 

Gostaria de partilhar convosco mais uma iniciativa de um município que pretende apostar na promoção do empreendedorismo para fomentar a criação de novos empregos trazendo mais-valias para a região. Esta autarquia do distrito de Coimbra, tem igualmente apostado na formação em empreendedorismo dos mais novos, sendo a Gesentrepreneur responsável pelo Programa de Emprendedorismo nas Escolas do Concelho de Penela.

 

Proponho que leiam a notícia do Diário de Coimbra, que destaca a criação do "Minihabitat", uma incubadora de empresas, em Penela :

 

Estão já a ser aceites candidaturas de projectos empresariais para o Minihabitat, uma iniciativa do Gabinete de Apoio à Inovação Competitividade e Empreendedorismo (GAICE) da autarquia de Penela, direccionada para o empreendedorismo.

Trata-se, na prática, de uma incubadora de empresas que pretende «criar condições para a realização de investimentos e apostas empresariais que permitam gerar um território mais competitivo», diz um comunicado da Câmara Municipal, revelando que Setembro é o mês previsto para a abertura do espaço.

As candidaturas foram abertas no início desta semana, podendo ser efectuadas junto do GAICE, nos Paços do Concelho, havendo a possibilidade de obter mais esclarecimentos e o formulário através do site da autarquia “www.cm-penela.pt”.

O minihabitat pretende dar «um primeiro impulso» às ideias de negócio, apoiando «a génese de micro e pequenas empresas, através da sua promoção e acompanhamento», e instalações num mesmo espaço físico, com serviços comuns, mas áreas individualizadas.

Instalado no edifício do Pólo de Penela da Escola Tecnológica e Profissional de Sicó, o projecto visa ainda a interacção entre o meio empresarial e as instituições de ensino, tendo em vista o aproveitamento das «vantagens, sinergias e complementaridade que daí decorre», diz o município.

Um dos pressupostos para o apoio é que as ideias de negócio e projectos que, tenham «potencial económico, interesse para o desenvolvimento e competitividade da região, de carácter inovador e de mais-valia regional», explica o comunicado.

Trata-se, no fundo, de apoiar a inovação, competitividade e empreendedorismo, nos sectores que a autarquia considera estratégicos para o concelho, apostando assim «na renovação e dinamização do tecido empresarial e potenciando os recursos disponíveis, através da estruturação de uma cadeia de valor sustentada nos produtos endógenos».

As candidaturas estão abertas a pessoas individuais ou colectivas, «desde que sejam titulares de ideias e projectos inovadores, com potencial económico, que contribuam para o desenvolvimento da Região, tendo por objectivo a sua implementação empresarial, com excepção das empresas constituídas há mais de um ano ou que se encontrem a desenvolver a sua actividade há mais de seis meses».

Esta pequena incubadora de empresas é composta por cinco gabinetes equipados, tendo como espaços e equipamentos comuns, a recepção/sala de espera para recepção de clientes, zonas de circulação, sala de reuniões, instalação sanitária, sinalética, receptáculos de correio, energia eléctrica, ar condicionado, alarme contra incêndios, alarme contra riscos de intrusão e telecomunicações.

Para além do espaço, o Minihabitat disponibiliza também orientação técnica na fase de implementação e desenvolvimento da ideia ou de arranque da empresa, apoio à criação da empresa e acesso a consultoria especializada, contando também com a ajuda logística da Escola Tecnológica e Profissional de Sicó.  

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt