O Twitter e a notícia em primeira mão

"Recentes eventos de grande repercussão, como o último grande terremoto na China, os tremores de menor intensidade em torno de Los Angeles, a queda do airbus no Rio Hudson, e até o referendo na Bolívia, têm posto em cheque o conceito atual de "breaking news" (notícias em primeira mão), além de motivado o uso do termo "web de tempo real", e direcionado as atenções dos blogueiros e colunistas de tecnologia para um serviço inovador de mensagem instantânea: o Twitter, uma "startup" (empresa jovem de inovação tecnológica) baseada em San Francisco, fundada em julho de 2006, que administra uma rede social e serviço de mensagem instantânea que permite ao usuário enviar "mensagens de atualização" (as chamadas "tweets", termo em inglês para se referir ao grito curto e agudo de um pássaro), limitadas a no máximo 140 caracteres. Todos os eventos supracitados foram noticiados em primeira mão através da Twitter, deixando a CNN e outras megacorporações de notícias a ver navios."

"Confiantes com a valorização da empresa, seus fundadores (liderados por Evan Williams, que não faz muito tempo vendeu o Blogger à Google) recentemente recusaram uma oferta de meio bilhão de dólares da Facebook (a maior parte disso em participação na sociedade), e comenta-se que levantaram US$ 20 milhões em mais uma rodada de capital de aventura (em inglês "venture capital", mais conhecido como "capital de risco") com base numa avaliação de US$ 250 milhões de valor de mercado."

[artigo completo in O Globo, 3/02/09]


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

2 comentários a “O Twitter e a notícia em primeira mão”

  1. » says:

    Olá!
    A renda gerada pela publicidade online é também uma forma de inovação em tempos de crise…

    Se estiver interessado(a) em GANHAR DINHEIRO, colocando as publicidades mais rentáveis no seu blogue, visite http://custozero.blogs.sapo.pt/37170.html

    Eu disse que Não à Crise. E você?!

  2. Não sei, não!

    Com a aquisição do Jaiku pela Google (http://jaiku.com/about) acho que será difícil a luta. O Twitter tem tido grandes problemas de escalibilidade que o Jaiku não tem e, com a sua associação aos clusters da Google, nunca deverá ter.

    Além disso há sempre a Identi.ca e o seu software licenciado AGPL; Laconi.ca.

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt