A importância e principais vantagens dos business angels

No ecossistema do Capital de Risco, cuja figura se mostra abaixo o Business Angel é um elo preponderante para suprir o designado “equity gap”, pois sem a sua existência muitas das ideias inovadoras que surgem e que têm as mais diversas origens, arriscar-se-iam a não se tornar uma realidade empresarial, dado que, para o designado capital de risco institucional (Sociedades de Capital de Risco, Corporate Ventures) não é atractivo investir nesta fase de desenvolvimento, pois trata-se, na maioria das vezes, de montantes pequenos de investimento com os riscos associados.

 

O business angel, a par do que é costume designar-se pelos FFF (Friends, Family and Fools) é assim uma figura de imprescindível importância para levar por diante muitas iniciativas empreendedoras que, de outro modo, não sairiam do papel pela falta de apoios ao nível do financiamento.

Mas quando falamos de business angels não falamos só de dinheiro, falamos acima de tudo de procurar alguém que traga mais valias adicionais para o projecto/empreendedor(es). Mais valias em termos de experiência empresarial, conhecimentos de gestão, contactos comerciais e conhecimento do mercado.

O business angel é um verdadeiro sócio no desenvolvimento do  projecto ou de uma empresa, em fase inicial, uma pessoa capaz de partilhar, com o(s) promotor(es), todos os sucessos e fracassos.

O business angel faz assim parte da cadeia de financiamento que a figura acima  ilustra, sendo a única que permite aliar dinheiro, experiência e conhecimento tão importantes nos tempos de hoje.

O business angel é assim um sócio da empresa que, pelo dinheiro que nela injectou e que o empreendedor/promotor procurava, fica com determinada % de capital, no intuito de, anos mais tarde (3 a 5 anos normalmente), vender esta participação com mais valias a um operador de capital de risco, a um player da indústria, ao próprio promotor ou até, quem sabe, em Bolsa.

Refere-se, a título de exemplo, o caso de Thomas Alberg que, tendo investido inicialmente USD 100.000 na AMAZON.COM, obteve, posteriormente com a venda em bolsa das acções que possuía, a quantia de USD 26 milhões.

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt