Erros a evitar na internacionalização

Antes de mais convêm ter presente que existem três aspectos essenciais no processo de angariação de capital.

Primeiro levará pelo menos o dobro do tempo que o empreendedor imagina ser necessário o que faz pressupor que não se pode esperar pela necessidade de ter o dinheiro para o começarmos a procurar.

Segundo torna-se necessário estar preparado para a rejeição até mesmo fontes de financiamento que trabalham com o empreendedor há já algum tempo. A expectativa de rejeição desse tipo torna crítica a necessidade de procurar uma segunda opção mesmo que o empreendedor ainda esteja a negociar a primeira.

O terceiro factor a ter em linha de conta tem a ver com a necessidade de o empreendedor ter de estar preparado para os custos que se encontram subjacentes à angariação do capital. Os custos mais visíveis têm a ver com a preparação do plano de internacionalização, relatórios financeiros, legais de marketing, entre outras exigências que se tornam necessário satisfazer no decorrer das negociações, o que faz pressupor que o empreendedor tenha de possuir os fundos necessários para fazer face a estes custos de angariação de capital mas sem os quais dificilmente conseguirá obter os fundos necessários à internacionalização do seu negócio.

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt