Os 10 Mandamentos do Empreendedorismo de Ghandi

Mahatma Ghandi (1869-1948) é um grande exemplo de activismo social rumo à mudança através de meios não-violentos. Ghandi levou a Índia à independência dos Britânicos em 1947 e eis alguns dos seus mandamentos- que podemos aplicar ao empreendedorismo:

1- Mude-se a si mesmo – Cada um de nós “deve ser a mudança que quer para o mundo”. Antes de querer mudar o mundo, devemo-nos mudar a nós mesmos. Fazendo isto, as pessoas que estão ao nosso redor perceberão a mudança e também mudarão. Somos senhores dos nossos pensamentos e atitudes. Ninguém além de nós pode controlar o que sentimos. O segredo é fazer com que este pensamento ganhe cada vez mais força ao longo do tempo;

2- Sem acção, não se vai a lugar algum – “Uma grama de prática vale mais do que toneladas de pregação”. A intenção sem a  acção é o mesmo que nada. Agir perante o facto novo pode ser duro e difícil, mas não podemos criar resistências internas. Os livros podem, na maioria dos casos, trazer-nos apenas conhecimento, mas temos de ser nós a agir e transformar este conhecimento em resultados e em compreensão;

3- Persistir – “Primeiro eles ignoram-te, depois riem-se de ti, então tu lutas, tu ganhas.” O tempo que pensamos que uma realização levará para ser atingida não é o mesmo tempo que normalmente se leva a atingir os nossos objectivos. Esta crença vem do mundo em que vivemos, cheio de pílulas mágicas e propagandas que nos prometem fazer perder muito peso ou ganhar muito dinheiro em 30 dias.

4- Continuar a crescer e evoluir – “O desenvolvimento constante é a lei da vida, e um homem, que tenta manter sempre os seus dogmas e preconceitos para parecer consistente, dirige-se a uma falsa posição”. Aprender é um acto de humildade. A natureza humana é de evolução e não de estagnação.

Colocamos aqui apenas quatro dos mandamentos, os restantes poderão ser consultados em http://marcelao.wordpress.com/2009/09/28/10-licoes-de-gandhi-para-mudar-o-mundo.

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels") e Presidente da FNABA (Federação Nacional de Associações de Business Angels). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt