XIII Venture Capital IT

XIII Venture Capital IT

A conjugação do ciclo económico em que Portugal se encontra, onde cada vez mais empreendedores têm sonhos e ideias de novos negócios, associado à fragmentação dos mercados, à volta de interesses específicos, estão a criar segmentos alvos potenciais de grandes volumes que certamente irão dar origem a novos projetos empresariais ou seja novas oportunidades de investimento principalmente em projetos que têm a sua origem no Ecossistema Empreendedor Nacional.

Temos consciência que é difícil ser empreendedor em qualquer parte, mas em Portugal é mais difícil de momento porque desenvolvemos as nossas atividades numa economia em contração, com perspetivas extremamente difíceis.

Mas por outro lado, há o ‘reverso da medalha’. Nunca houve tantas oportunidades para desenvolver novos negócios e que nos são proporcionadas pelo novo paradigma que estamos a viver a nível global nomeadamente em termos de: mobilidade, novas tecnologias, novos segmentos de mercado, novos instrumentos financeiros, conhecimento relacional a nível global.

Por sua vez, em Portugal, temos jovens com um potencial enorme, infraestruturas de inovação e de apoio ao empreendedorismo – do melhor que temos conhecimento a nível mundial – Fundos de Capital de Risco e de Business Angels.

Portugal tem hoje uma capacidade instalada que nos permite sair de uma posição menor, periférica, e alcançar um patamar superior em matéria de apoio ao Ecossistema Empreendedor nacional. Porém este patamar só é possível de alcançar combatendo a falta de informação, que infelizmente ainda se continua a registar, com ações concretas e muita vontade política, institucional e associativa de todas as partes envolvidas.

De facto continuamos a acreditar que são nestas ações e vontade comum, como demonstra o facto de também a APCRI este ano se ter associado formalmente e operacionalmente à realização deste nosso XIII VCIT, que é possível e justificável continuar a fazer deste Evento o espaço ideal para promover as condições apropriadas para o estímulo do empreendedorismo e a sua aproximação ao Capital de Risco e aos Business Angels -bem patente nas sessões em formato Elevator Pitch e das sessões privadas de apresentação de projectos realizadas entre os empreendedores e os investidores – dando a conhecer dessa forma à Comunidade Empreendedora Nacional as importantes evoluções registadas no domínio das Políticas Públicas de apoio ao Empreendedorismo e ao Financiamento Empresarial.

Por último não queria deixar de aproveitar a presente oportunidade para manifestar o meu reconhecimento público pela disponibilidade demonstrada, pelo Conselho Directivo do IAPMEI e pela Administração do Banco Popular, em poderem continuar a apoiar a realização do VCIT – Congresso Internacional de Capital de Risco e Empreendedorismo, pois só assim poderemos contribuir com uma reflexão aberta, por parte de vários oradores nacionais e internacionais convidados, seguida da sua divulgação, conscientes de que a mesma irá tornar mais eficazes os outputs proporcionados pelo Ecossistema Empreendedor Nacional.

Em face do exposto recomendamos uma presença activa neste Congresso cuja realização nunca fez tanto sentido como na actual Conjuntura!

Conto Consigo tal como os restantes participantes para continuar a manter a Dimensão tão expressiva que esta Iniciativa tem vindo a alcançar ao longo de mais de uma Década.

 

XIII Venture Capital IT – 10 e 11 de Dezembro 2013

Mais informações no site do XIII Venture Capital IT

 


Licenciado e Mestre em Gestão de Empresas. Presidente da Gesbanha, S.A., especialista em capital de risco e empreendedorismo, investidor particular ("business angels"). Director da EBAN e da WBAA

Share This Post

Related Articles

© 2020 Francisco Banha Blog. All rights reserved. Site Admin · Entries RSS · Comments RSS
Designed by Theme Junkie · Adapted by KMedia.pt